Ban Ki-moon se diz ultrajado por ataque contra agência da ONU em Gaza

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moom, se disse nesta quinta-feira ultrajado com o bombardeio israelense contra as instalações da principal agência da ONU de ajuda aos palestinos em Gaza.

AFP |

"Fiz saber que protesto firmemente e que estou escandalizado. Já pedi uma explicação detalhada ao ministro da Defesa e ao ministro das Relações Exteriores", declarou Ban à imprensa em Tel Aviv.

Também considerou que o elevado número de vítimas deixado pela ofensiva militar israelense na região atingiu 'proporções insuportáveis'.

Em função disso, enfatizou que já existem condições para um cessar-fogo em Gaza.

"Creio que os elementos estão dados para que a violência cesse já. Chegou o momento de acabar com a violência e de mudarmos de forma fundamental a dinâmica em Gaza, retomando as negociações de paz para conseguir uma solução de dois Estados que é a única via para conseguir uma situação duradoura em Israel", afirmou.

Por causa do ataque desta quinta-feira, a principal agência da ONU de ajuda aos refugiados palestinos, a UNRWA, anunciou a suspensão das atividades em Gaza.

Três funcionários da UNRWA e dois cinegrafistas palestinos foram feridos.

Desde o início da ofensiva, em 27 de dezembro, 1.070 palestinos morreram e mais de 5.000 ficaram feridos, segundo o mais recente balanço anunciado pelo chefe dos serviços de emergência de Gaza, dr. Muawiya Hasanein.

sa-ezz/fp/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG