O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, qualificou nesta segunda-feira de momento histórico para as vítimas a prisão do ex-líder servo-bósnio Radovan Karadzic, acusado de genocídio.

Este é "um momento histórico para as vítimas, que esperaram 13 anos para ver Karadzic ser levado à Justiça", disse Ban em um comunicado.

Karadzic, considerado um dos principais responsáveis pelo genocídio de Srebrenica, na Bósnia, que matou quase 8.000 pessoas em 1995, foi preso na noite de segunda-feira pelas autoridades sérvias.

afp/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.