não há mais tempo a perder para acabar com a guerra em Gaza - Mundo - iG" /

Ban Ki-moon : não há mais tempo a perder para acabar com a guerra em Gaza

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou nesta quarta-feira no Cairo que não há mais tempo a perder para acabar com a guerra em Gaza entre Israel e Hamas.

AFP |

"Peço às duas partes que parem agora, que parem os combates agora, não há mais tempo a perder", disse Ban Ki-moon à imprensa após um encontro com o presidente Hosni Moubarak, ao iniciar uma viagem pelo Oriente Médio.

"Reitero meu apelo a um cessar-fogo imediato e duradouro", declarou o secretário-geral da ONU, que se reencontrou com o chefe da diplomacia egípcia, Ahmed Aboul Gheit, e o presidente da Liga Árabe, Amr Moussa.

Ele também pediu uma assistência humanitária urgente na Faixa de Gaza onde quase 1.000 palestinos morreram desde o início da operação israelense, em 27 de dezembro.

Ban Ki-moon afirmou que "faria o melhor" possível, enquanto secretário-geral da ONU para conseguir o fim imediato das hostilidades e garantir assistência humanitária.

Depois do Egito, ele visitará a Jordânia, Israel e os territórios palestinos, além de Turquia, Líbano, Síria e Kuwait.

Antes do embarque, o chefe das Nações Unidas recebeu o apoio unânime do Conselho de Segurança.

"O Conselho de Segurança foi unânime tanto no apoio à iniciativa do secretário-geral e ao papel que ele pode desempenhar para acelerar a adoção da resolução 1860", declarou o embaixador da França, Jean-Maurice Ripert, que presidiu o Conselho em janeiro.

Esta resolução, que pede a instauração de um cessar-fogo imediato, duradouro e plenamente respeitado, incluindo a retirada total das forças israelenses da Faixa de Gaza, é, até agora, letra morta.

"O momento da viagem de Ban foi bem escolhido, tem iniciativas muito importantes", disse Ripert, referindo-se, principalmente, ao plano egípcio para um cessar-fogo em Gaza.

O ministro espanhol das Relações Exteriores, Miguel Angel Moratinos, disse nesta quarta-feira no Cairo que a perspectiva de um cessar-fogo na guerra de Gaza estava se aproximando.

"Estamos mais perto de um acordo para um cessar-fogo", declarou à imprensa Moratinos, também em giro pelo Oriente Médio.

"Esperamos desenvolvimentos positivos neste sentido", indicou, acrescentando que o movimento islamita Hamas preferia o plano de solução da crise anunciado há uma semana pelo presidente Mubarak.

Por sua vez, o chefe da diplomacia egípcia destacou que "estamos numa corrida contra o relógio" para acabar de forma negociada com a guerra em Gaza.

iba-/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG