Ban Ki-moon pede que países pobres sejam ouvidos na cúpula do G20

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, fez um apelo na sexta-feira por uma nova solidariedade mundial, exortando a comunidade intercional a escutar os países pobres durante a cúpula do G20 sobre a crise financeira prevista para 15 de novembro em Washington.

AFP |

"Precisamos de uma nova solidariedade mundial para enfrentar, todos juntos, a tempestade que se forma", disse Ban à imprensa após o encerramente de uma reunião com diretores das principais agências da ONU e das instituições de Bretton Woods (Fundo Monetário Internacional e Banco Mundial).

"A atual crise vai afetar todos os países, mas os que mais sofrerão provavelmente serão os menos responsáveis: os países pobres em vias de desenvolvimento", estimou.

A crise financeira "ameaça os alicerces da globalização, o que questiona o crescimento global", insistiu, alertando sobre "novas pressões protecionistas que aparecerão".

Durante um debate, realizado na quinta-feira a portas fechadas com cinco economistas de renome para discutir a situação econômica mundial, Ban destacou a necessidade de que o G20 "escute a voz dos países pequenos e pobres sobre as reformas na arquitetura institucional internacional", segundo um comunicado.

hc/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG