O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, fez um apelo nesta segunda-feira às autoridades de Mianmar pela libertação de todos os prisioneiros políticos do país, um dia depois do governo birmanês anunciar anistia para apenas 17 deles.

"Quero reforçar meu pedido a favor da libertação de todos os presos políticos, incluindo a senhora Aung San Suu Kyi, e a retomada do diálogo entre governo e oposição, sem demora e sem condições", disse Ban à imprensa.

hc/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.