Ban Ki-moon falará com papa Bento XVI sobre pobreza e mudança climática

Nações Unidas, 15 abr (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse hoje que a erradicação da pobreza, a mudança climática e o diálogo entre civilizações centrarão sua reunião na sexta-feira com Bento XVI.

EFE |

Ban afirmou hoje, durante um encontro com a imprensa, que "tem vontade de se encontrar com o papa durante sua visita à sede das Nações Unidas, para dar prosseguimento as suas conversas sobre assuntos de interesse comum".

"Nos tempos de hoje enfrentamos muitos desafios e precisamos do firme apoio espiritual do papa", indicou.

O responsável da ONU lembrou que na sexta-feira se completará exatamente um ano da reunião que realizou com o papa na Cidade do Vaticano, poucos meses após tomar as rédeas do organismo internacional.

Foi nessa ocasião que Bento XVI aceitou o convite feito por Ban, que reiterou a invitação que já havia sido feita por seu antecessor, Kofi Annan, para pronunciar um discurso perante a Assembléia Geral do organismo multilateral, no qual o Vaticano tem o estatuto de país observador.

Ao contrário de seus antecessores, Bento XVI não pronunciará o discurso em outubro, quando a Assembléia Geral se reunirá em sua sede de Nova York, devido, segundo o Vaticano, à proximidade das eleições americanas, previstas para princípios de novembro.

O Vaticano assinalou que Bento XVI aproveitará sua primeira visita às Nações Unidas para promover a paz e os direitos humanos, assim como para acelerar o diálogo entre as diferentes culturas e religiões.

Além de dirigir-se à Assembléia Geral, Joseph Ratzinger se reunirá com o presidente rotativo desse órgão, o macedônio Srgjan Kerim, escutará um coro infantil e passará pela sala de meditação da instituição multilateral.

Essa será a quarta visita de um Pontífice às Nações Unidas, depois da de Paulo VI, em 1967, e as de João Paulo II em 1979 e 1995.

O Papa, que na quarta-feira completa 81 anos, chegará a Nova York saindo de Washington, onde hoje aterrissou para iniciar sua primeira visita aos Estados Unidos. EFE jju/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG