Ban Ki-moon expressa apoio à democracia boliviana

Nações Unidas, 26 set (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, expressou hoje seu apoio à Bolívia, que, segundo ele, passa por um momento de mudança e desafio, assim como as instituições democráticas desta nação.

EFE |

Ban, em uma mensagem escrita distribuída hoje por seu porta-voz, diz que em sua reunião com o presidente da Bolívia, Evo Morales, no início da semana, "deu as boas-vindas a seus esforços para prosseguir o diálogo com seus oponentes com o intuito de buscar uma solução pacífica para os problemas do país".

Morales participou esta semana nos debates da 63ª Assembléia Geral da ONU e teve uma reunião bilateral com Ban.

Segundo a declaração, o responsável da ONU expressou a Morales "suas expectativas de que todas as partes refreiem o uso da violência para avançar em suas posições".

Além disso, Ban apoiou os esforços da União de Nações Sul-americanas (Unasul), da Organização dos Estados Americanos (OEA), da União Européia (UE) e da Igreja Católica, que "junto com a ONU são testemunhas do processo de diálogo na Bolívia".

O secretário-geral da ONU também expressou sua satisfação pela criação de uma comissão da Unasul para investigar "os deploráveis assassinatos que aconteceram no departamento de Pando no dia 11 de setembro".

Ban afirmou que os responsáveis por estes incidentes "devem ser punidos de acordo com a lei". EFE emm/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG