Ban Ki-moon exige fim imediato de combates no Congo

MANILA - O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, exigiu hoje o fim imediato das hostilidades na República Democrática do Congo entre forças governamentais e rebeldes, que estão causando um grande número de deslocados.

EFE |

Em entrevista em Manila, onde participa do 2º Fórum Global sobre Migrações e Desenvolvimento, Ban, que se mostrou muito preocupado com as baixas de civis e refugiados, afirmou que "os combates devem terminar".

O principal responsável do organismo mundial revelou que está consultando sobre a crise os líderes congoleses e a nação vizinha de Ruanda, assim como com altos representantes africanos e europeus para tentar solucionar pacificamente o conflito.


Tanques das Nações Unidas se posicionam em meio aos refugiados / AP

Ban se mostrou particularmente interessado na situação no leste do país, onde o pessoal da ONU foi atacado.

Esta manhã, a guerrilha liderada pelo rebelde da etnia tutsi Laurent Nkunda trocou tiros com soldados do Governo e capacetes azuis das Nações Unidas na região.

Leia mais sobre Congo

    Leia tudo sobre: congo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG