Ban Ki-moon diz que Ártico poderia descongelar até 2030

GENEBRA - O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, advertiu nesta quinta-feira que o Ártico está aquecendo mais rápido que qualquer outro lugar na Terra e poderia descongelar até 2030.

Redação com agências internacionais |

Após visitar nos últimos dias a base internacional de Ny Ålesund (Noruega), onde observou diretamente o impacto da mudança climática sobre o Ártico, Ban chegou a Genebra para participar da Conferência Mundial sobre o Clima.


Ban Ki-moon discursa em fórum climático / AP

Em discurso diante mais de mil participantes do fórum, Ban instou aos governos a conseguir na conferência internacional sobre mudança climática prevista para dezembro em Copenhague um acordo que permita "profundos cortes nas emissões" de gases poluentes.

Ban reconheceu, nesse sentido, que essas negociações vão com atraso: "são apenas quinze dias de negociações, quinze dias para resolver alguns dos assuntos mais complexos", assinalou.

Consequências

O secretário-geral da ONU advertiu que o que é feito agora terá consequências mais tarde, como afirmam os cientistas.

"Os cientistas foram acusados durante muitos anos de ser alarmistas. Mas os verdadeiros alarmistas são os que dizem que não podemos bancar uma ação climática porque isto desaceleraria o crescimento econômico", declarou Ban.

"Eles estão errados. A mudança climática pode desencadear um desastre em massa", alertou.

Leia também:

Leia mais sobre mudança climática

    Leia tudo sobre: aquecimento globalban ki-moonmeio ambiente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG