O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou nesta quarta-feira o atentado cometido contra a embaixada dos Estados Unidos no Iêmen, no qual 16 pessoas morreram, e pediu que os autores do ataque sejam levados ante a justiça.

"O secretário-geral condena firmemente o atentado terrorista com carro-bomba cometido contra a embaixada dos Estados Unidos em Sanaa, no Iêmen", segundo um comunicado emitido pela assessoria de Ban Ki-moon.

"Os atentados contra as repartições e os funcionários diplomáticos em todo o mundo são contrários ao direito internacional e totalmente inaceitáveis. O secretário-geral pede às autoridades iemenitas que não poupem esforços para levar os responsáveis ante a justiça", prossegue o texto.

A embaixada americana no Iêmen foi alvo nesta quarta-feira de um atentado suicida com carro-bomba que deixou pelo menos 10 mortos, além de seis terroristas, segundo um balanço oficial.

hc/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.