Ban expressa preocupação com situação política no Níger

Nações Unidas, 31 jul (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, expressou hoje preocupação com a delicada situação política pela qual passa o Níger, devido à insistência do presidente do país, Mamadou Tandja, de realizar um polêmico plebiscito constitucional.

EFE |

O porta-voz da ONU, Farhan Haq, disse que Ban reitera o respaldo à realização de um processo de diálogo integral que permita resolver a crise "pacificamente e em conformidade com os valores democráticos do país".

"O secretário-geral pede ao povo de Níger para se conter e apela a todas as partes para evitar recorrer à violência", afirmou.

Haq destacou a disposição do organismo mundial de respaldar qualquer iniciativa que ajude a encontrar uma solução pacífica e duradoura ao problema.

Na quinta-feira, o presidente dissolveu a Corte Constitucional do país, que se opunha ao projeto de plebiscito do líder para modificar a Constituição a fim de poder concorrer novamente às eleições gerais previstas para o fim do ano.

A Corte Constitucional tinha rejeitado em várias ocasiões o projeto de submeter à consulta popular uma reforma constitucional para suprimir a limitação dos mandatos presidenciais a dois.

Tandja já tinha dissolvido o Parlamento do país em 26 de maio por ter se oposto também à modificação constitucional.

O presidente se concedeu em 26 de junho poderes excepcionais invocando um artigo da Constituição que permite ao chefe do Estado, em caso de ameaça ao país, governar por decreto. EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG