Nações Unidas, 15 jun (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse hoje que a verdadeira vontade dos iranianos deveria ser respeitada, numa referência às conturbadas eleições presidenciais da última sexta-feira.

Numa conversa com jornalistas, Ban também disse que está acompanhando "de perto" os eventos no Irã, onde o candidato pró-reformista Mir Hussein Moussavi pediu hoje a repetição do pleito.

O atual presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, venceu a disputa com pouco mais de 62% dos votos. Mas, depois das denúncias do candidato opositor, o Conselho dos Guardiães disse que "examinará minuciosamente" o resultado eleitoral.

"Os líderes religiosos anunciaram uma investigação sobre as eleições, mas, em última instância, (os resultados) das eleições no Irã deveriam ser completamente respeitados", acrescentou Ban.

O diplomata ressaltou que, "quando há eleições em qualquer país, a vontade do povo deve de ser respeitada". EFE emm/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.