Ban diz estar preocupado com violência no Zimbábue por crise política

Nações Unidas, 5 mai (EFE) - O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, demonstrou hoje preocupação com o aumento da violência política no Zimbábue e pediu uma solução crível à crise iniciada após as eleições presidenciais nesse país.

EFE |

Ban disse que consultou vários líderes da região sobre a possibilidade de enviar um funcionário das Nações Unidas ao Zimbábue e proporcionar observadores da organização para que supervisionem a realização do segundo turno das eleições presidenciais, anunciado pelas autoridades eleitorais.

"Preocupam-me as informações que indicam um aumento da violência e da intimidação no Zimbábue", indicou o principal responsável das Nações Unidas.

Ele afirmou que se mantém a par da situação no empobrecido país africano, imerso em uma crise política desde que a oposição ao presidente, Robert Mugabe, o acusou de manipular os resultados do pleito presidencial.

Ao mesmo tempo, Ban pediu às autoridades zimbabuanos para "se ocupar das situações humanitárias causadas pela situação política e de violência".

A Comissão Eleitoral do Zimbábue (ZEC) divulgou na sexta-feira passada os resultados do pleito realizado em 29 de março e assinalou que, apesar de o líder da oposição, Morgan Tsvangirai, ter derrotado Mugabe, não obteve uma maioria superior a 50% dos votos, pelo que deve ser realizado um segundo turno. EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG