Ban defende promoção da luta pela Justiça social

Nações Unidas, 20 fev (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu hoje à comunidade internacional que promova em nível mundial a luta pela Justiça social, que ainda não está presente em boa parte do planeta.

EFE |

"É uma tragédia que a Justiça social continue sendo um sonho para uma parte escandalosamente grande da humanidade", afirmou Ban em declaração oficial por ocasião da realização do Dia Mundial da Justiça Social.

O secretário-geral advertiu que a crise financeira global ameaça agravar "males" como "a extrema pobreza, a fome, a discriminação e a os ataques aos direitos humanos que continuam manchando nossa paisagem moral".

Ban ressaltou que, para alcançar a estabilidade global e a prosperidade, é preciso assegurar a todos níveis aceitáveis de bem-estar e igualdade de oportunidades.

"Não haver Justiça social para todos deve ser uma ofensa para todos", considerou.

A Assembleia Geral da ONU decidiu, em novembro de 2007, proclamar o dia 20 de fevereiro como Dia Mundial da Justiça Social, a fim de promover a erradicação da pobreza, o trabalho digno, a igualdade de gêneros e o acesso ao bem-estar. EFE jju/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG