Ban critica países por gastos excessivos com armamentos

México, 4 ago (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, criticou hoje na Cidade do México os gastos mundiais de US$ 1,3 trilhão em armamento e guerra e que não se destine esse montante ao desenvolvimento econômico e social para o combate a pobreza e doenças.

EFE |

Ban disse que "se parte desses recursos fossem destinados ao desenvolvimento econômico e social", seria possível "conseguir avanços significativos para os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio", que entre outras metas procura reduzir, até 2015, a pobreza extrema pela metade e deter o crescimento do HIV.

O secretário-geral das Nações Unidas, que ontem discursou na inauguração da 17ª Conferência Internacional sobre Aids ("Aids 2008"), participou hoje da sessão extraordinária do Organismo para a Proscrição das Armas Nucleares na América Latina e no Caribe (Opanal).

O alto funcionário disse que em meio às crises nos preços dos alimentos e dos combustíveis o mundo não pode ignorar a necessidade do desarmamento e da não-proliferação de armas. EFE gt/rb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG