perda pessoal morte de ex-presidente coreano - Mundo - iG" /

Ban considera perda pessoal morte de ex-presidente coreano

Nações Unidas, 18 ago (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, considerou hoje uma perda pessoal a morte do ex-presidente sul-coreano e Prêmio Nobel da Paz Kim Dae-jung, de quem o atual responsável das Nações Unidas foi vice-ministro de Assuntos Exteriores.

EFE |

Kim, presidente da Coreia do Sul de 1998 a 2003, morreu hoje aos 85 anos em um hospital de Seul, devido a uma falência cardíaca associada a uma pneumonia.

A porta-voz da ONU, Marie Okabe, disse que Ban se sente "profundamente entristecido" pela morte do ex-presidente sul-coreano, que dedicou sua vida "à paz, à democracia e à prosperidade na península coreana".

"Kim Dae-jung foi um grande filho da nação coreana e um campeão compassivo dos direitos humanos e da democracia", disse Okabe, em uma declaração.

Ban, que hoje retornou a Nova York após passar férias em seu país, foi uma das últimas personalidades a visitar o ex-presidente no centro médico onde faleceu. EFE jju/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG