falsas e inaceitáveis acusações da Al Qaeda contra ONU - Mundo - iG" /

Ban considera falsas e inaceitáveis acusações da Al Qaeda contra ONU

Nações Unidas, 3 abr (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, considerou totalmente falsas e inaceitáveis as acusações feitas pelo número dois da Al Qaeda, Ayman Al-Zawahiri, de que a organização multilateral é inimiga do Islã.

EFE |

A porta-voz da ONU, Marie Okabe, disse que o secretário-geral da entidade deu tal declaração durante uma reunião hoje com membros da missão da organização em Bucareste.

Ainda assim, em uma reunião posterior com o presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, Ban desprezou as acusações de que a ONU não fez nada pelo mundo muçulmano, afirmando que a entidade contribuiu de várias formas.

Segundo a porta-voz, tanto Ban como Karzai destacaram na reunião o trabalho da instituição multilateral e lembraram que conta com o apoio da Organização da Conferência Islâmica (OCI), formada por 57 países.

Ban viajou até a capital romena para a cúpula dos países-membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), na qual foi discutida uma mudança de estratégia no apoio da comunidade internacional ao Governo de Karzai, que se vê ameaçado pelo crescente poder dos insurgentes talibãs.

Uma gravação com as ameaças e acusações à ONU foi divulgada na quarta-feira via internet pelo grupo IntelCenter, dedicada ao estudo das operações de grupos extremistas islâmicos.

Nela, Al-Zawahiri afirmou que a ONU tem "dado legitimidade à criação do Estado de Israel e a sua captura das terras muçulmanas", e que, além disso, "legalizou a presença dos cruzados no Afeganistão e no Iraque".

Segundo o que o braço direito de Osama bin Laden diz no vídeo, "consideram a Chechênia uma parte inseparável dos cruzados da Rússia e Ceuta e Melilla partes inseparáveis dos cruzados da Espanha". EFE jju/bba/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG