Ban condena recentes bombardeios do Exército sudanês em Darfur

Nações Unidas, 15 jan (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou hoje os recentes bombardeios efetuados pelo Exército sudanês em Darfur e os confrontos armados entre dois dos grupos rebeldes que fazem oposição ao Governo de Cartum.

EFE |

"O secretário-geral condena estes ataques e pede a todas as partes que ponham fim à violência e detenham os possíveis preparativos de novas ações militares", disse a porta-voz da ONU, Michele Montas.

Nos últimos dias, Ban foi informado dos bombardeios aéreos levados a cabo pelas Forças Armadas sudanesas contra várias localidades do sul de Darfur, destacou.

O próprio Governo sudanês confirmou ontem que, em 13 de janeiro, aviões de seu Exército bombardearam supostas posições do rebelde Movimento Justiça e Igualdade (MJI) na região de Muhajeria.

"Estas ações representam uma violação às resoluções do Conselho de Segurança e aos acordos pertinentes" a este conflito, afirmou Montas.

A porta-voz acrescentou que o secretário-geral também recebeu informação sobre aparentes combates ocorridos hoje entre milicianos do MJI e do Exército de Libertação do Sudão também em Muhajeria.

Montas transmitiu o apelo de Ban a todas as partes, para que imediatamente cessem todas as hostilidades. Além disso, lembrou que as ações militares não são uma solução viável para pôr fim ao conflito de Darfur.

"A violência só pode acarretar a morte injustificada de civis e um maior sofrimento para a população civil do Sudão", afirmou. EFE jju/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG