Ban condena planos de Israel de construir novos assentamentos

Nações Unidas, 10 mar (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou os planos de Israel de construir mais casas em Jerusalém Oriental, ao mesmo tempo que os classificou como ilegais, segundo um comunicado distribuído hoje por um porta-voz.

EFE |

Ban "condena a aprovação dos planos para a construção de 1.600 novas casas em Jerusalém Oriental", disse em nota Martin Nesirky.

O secretário-geral "reitera que os assentamentos são ilegais sob a lei internacional" e ressalta que "essa atividade é contrária às obrigações de Israel previstas no Mapa de Caminho", destaca o comunicado.

Essas colônias "corroem qualquer movimento rumo a um processo de paz viável", afirmou Ban por meio de seu porta-voz.

A decisão de Israel de construir mais casas em suas colônias na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental foi tomada pouco depois da visita às Nações Unidas do vice-primeiro-ministro Silvan Shalom, que analisou com Ban o reatamento do processo de paz entre palestinos e israelenses, estagnado desde 2008.

Na reunião que tiveram na última segunda-feira, Shalom manifestou a Ban a disposição do seu Governo de retomar os contatos. No encontro, também ficou combinada uma visita do secretário-geral à região ainda neste mês. EFE emm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG