Ban condena emboscada que matou membro de missão de paz no Sudão

Nações Unidas, 17 mar (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou a emboscada que hoje matou um membro da Unamid, a missão de paz que a organização mantém em conjunto com a União Africana (UA) em Darfur.

EFE |

A porta-voz das Nações Unidas, Marie Okabe, disse que Ban lamenta a morte do militar morto, que levou um tiro quando oito homens armados atacaram uma patrulha da missão na localidade de Nyala, no sul de Darfur.

"O secretário-geral condena este ataque e está muito preocupado com o aumento do perigo enfrentado pela Unamid em Darfur", destacou a porta-voz.

Okabe reiterou o apelo de Ban para que todas as partes do conflito cumpram sua obrigação de garantir a segurança do pessoal da ONU no Sudão.

As Nações Unidas não deram detalhes das circunstâncias da emboscada nem da nacionalidade da vítima, que perdeu a vida enquanto era levada para um hospital da organização em Al-Fasher, a capital de Darfur. EFE jju/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG