Ban condena ataque talibã que deixou ao menos 20 mortos no Afeganistão

Nações Unidas, 11 fev (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou hoje o ataque talibã cometido contra três prédios governamentais em Cabul e que deixou 20 mortos, sendo 11 civis, e 57 feridos.

EFE |

A porta-voz da ONU, Michèle Montas, disse que Ban ficou "horrorizado" com os atentados, que tiveram como alvo "pessoas e instituições que têm como tarefa construir um futuro melhor para o Afeganistão".

"Este crime horrendo foi cometido contra civis inocentes com uma total falta de respeito à vida humana e à dignidade. As Nações Unidas se mantêm ao lado do povo afegão e de seu Governo na condenação destes ataques", afirmou a porta-voz.

Ela afirmou que o secretário-geral transfere seus pêsames às famílias dos mortos, e deseja uma rápida recuperação àqueles que ficaram feridos.

O Ministério do Interior afegão explicou que, entre os 20 mortos, há sete policiais, dois membros dos serviços de inteligência e 11 civis. No entanto, uma fonte do Ministério da Saúde consultada pela Agência Efe em Cabul informou que os falecidos totalizavam 26, enquanto os feridos eram 50.

Os oito talibãs que integravam o comando terrorista, armados com rifles e granadas, também morreram, segundo a versão oficial. EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG