Ban condena ataque israelense contra escola da ONU em Gaza

Beirute, 17 jan (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou hoje energicamente o novo ataque israelense contra uma escola do Escritório das Nações Unidas para os refugiados (UNRWA) em Gaza, e insistiu na necessidade de alcançar o mais rápido possível um cessar-fogo.

EFE |

Dois irmãos de 5 e 7 anos morreram e outras 14 pessoas ficaram feridas no ataque de hoje das forças israelenses à escola administrada pela UNRWA na localidade de Beit Lahia, no norte de Gaza, disse à Agência Efe o porta-voz de da agência Francesc Claret.

"Condeno de modo enérgico esta agressão. Os israelenses tinham me dado garantias de que não voltariam a repetir estes incidentes", disse Ban em entrevista coletiva ao término de sua visita ao Líbano, onde se reuniu com os principais dirigentes locais antes de viajar ao sul do país para visitar as Forças da ONU (Finul).

Anteriormente, os israelenses tinham bombardeado uma escola da UNRWA em Gaza deixando cerca de 40 mortos.

"O que aconteceu é inadmissível (...) é preciso uma investigação profunda do ataque", acrescentou Ban, que lembrou que este foi o terceiro incidente deste tipo desde o início da ofensiva israelense contra esse território palestino, em 27 de dezembro.

"Meus pensamentos estão com as vítimas. Não há mais tempo a perder. Há pessoas morrendo. O número de vítimas é inaceitável. Há mais de mil mortos e cinco mil feridos, a maioria crianças e mulheres", afirmou.

Com relação ao Líbano, disse que os líderes locais estão conscientes do perigo de uma nova guerra com Israel se acontecerem ataques contra o Estado judeu. EFE ks/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG