Ban chega a Mianmar para discutir libertação de Suu Kyi

Bangcoc, 3 jul (EFE).- O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, chegou hoje a Mianmar (antiga Birmânia), onde se reunirá com o chefe da Junta Militar, general Than Shwe, a quem pedirá a libertação da líder opositora e Nobel da Paz Aung San Suu Kyi.

EFE |

Ban disse a jornalistas em Cingapura, de onde viajou a Mianmar, que seu principal objetivo será conseguir libertar os presos políticos e obter garantias de transparência para as eleições que o regime birmanês pretende realizar em 2010.

Há pouco mais de um ano, o secretário-geral da ONU se reuniu com Than Shwe, mas não com a Nobel da Paz, em sua primeira visita oficial ao país, por ocasião da crise humanitária provocada pelo ciclone "Nargis".

Ban disse antes de embarcar para Yangun que não tem muitas esperanças sobre suas possibilidades de arrancar compromissos da Junta Militar.

"Farei o possível, mas será uma missão muito difícil", admitiu.

O sul-coreano também deve se encontrar com o primeiro-ministro birmanês, general Thein Sein, e com líderes de grupos opositores, entre eles do partido de Suu Kyi, que em princípio não foi autorizada a assistir à reunião.

Há duas semanas, a ativista completou 64 anos, mais uma vez em cativeiro, situação na qual passou 14 dos últimos 20 anos.

A presença de Ban coincide com a retomada em Yangun do julgamento de Suu Kyi, acusada de violar as condições de sua prisão domiciliar por ter recebido um americano em sua casa.

Se for considerada culpada, a Nobel da Paz por ser condenada a cinco anos de prisão, e não poderia participar do pleito do próximo ano. EFE grc/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG