Ban: Cartum deve garantir a segurança do pessoal da ONU

O secretário-geral da ONU, Ban ki-moon, espera que o Sudão garanta a segurança do pessoal das Nações Unidas após o pedido de indiciamento do presidente Omar al-Bashir por crimes no Darfur, indicou nesta segunda-feira sua assessoria de imprensa.

AFP |

Em um comunicado, Ban Ki-moon destacou que a Corte penal internacional (CPI) "é uma instituição independente e que as Nações Unidas devem respeitar a independência do processo judiciário".

Indicando que as operações de manutenção da paz da ONU no Sudão continuarão, o comunicado acrescentou que Ban "espera do governo do Sudão que continue cooperando com as Nações Unidas, cumprindo com sua obrigação de garantir a segurança do pessoal e dos bens da ONU em seu território".

O promotor da Corte Penal Internacional, Luis Moreno-Ocampo, pediu nesta segunda-feira em Haia aos juízes da CPI que emitam um mandato de prisão contra o presidente Al-Bashir por "genocídio" em Dargur (oeste do Sudão).

Desde 2003, os enfrentamentos entre forças governamentais e movimentos rebeldes no Darfur mataram 300.000 pessoas e deixaram 2,2 milhões de desabrigados, segundo a ONU. Cartum fala em 10.000 mortos.

hc/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG