Ban aprova composição do novo Governo de coalizão do Quênia

Nações Unidas, 14 abr (EFE) - O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, elogiou hoje a composição do novo Governo de coalizão do Quênia, com o qual se encerra a grave crise inaugurada com as disputadas eleições presidenciais de dezembro do ano passado. A porta-voz da ONU, Marie Okabe, disse que Ban incentiva os dois partidos reunidos no novo Executivo a colaborar com urgência na busca de soluções para os problemas que foram a origem e a causa da crise. O presidente queniano, Mwai Kibaki, anunciou no domingo a formação do primeiro Governo de coalizão da história do país, onde seus partidários conservaram as pastas mais importantes. O único cargo assegurado estava reservado para o líder do partido opositor Movimento Democrático Laranja (ODM), Raila Odinga, que se tornou o novo primeiro-ministro de um Governo com 40 ministros. Com o novo Governo de coalizão, Kibaki e Odinga colocaram um ponto final à crise originada com o anúncio dos resultados das eleições gerais de 27 de dezembro. A Comissão Eleitoral do Quênia declarou vencedor Kibaki, apesar das acusações de fraude feitas pela oposição, o que gerou uma onda de violência que se estendeu pelo país e na qual mais de 1.500 pessoas morreram e outras 400 mil foram deslocadas.

EFE |

Dentre as prioridades do novo gabinete estão resolver a crise humanitária dos deslocados assentados no oeste do país e a reconstrução econômica, cujo motor é o setor turístico, que foi bastante afetado por quatro meses de crise e conflito político e étnico. EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG