Ban alerta para dificuldades no Sudão após expulsão de ONGs

Nações Unidas, 12 mar (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, advertiu hoje de que as dificuldades enfrentadas para substituir o trabalho de ajuda realizado em Darfur pelas 15 ONGs expulsas pelo Governo do Sudão poderiam desencadear uma imensa crise humanitária na região.

EFE |

Em entrevista coletiva, Ban afirmou que, nos últimos dias, a organização reforçou nos últimos dias os esforços para tentar fazer chegar ajuda aos 2,2 milhões de habitantes de Darfur que precisam da assistência internacional para sobreviver.

"Se não receberem esse apoio, poderia ocorrer uma imensa crise humanitária", ressaltou o principal responsável da ONU, que reiterou o apelo ao Governo sudanês para que reveja as ordens de expulsão das ONGs.

Ban afirmou que não concorda com as acusações de ingerência apresentadas pelo Governo sudanês contra essas organizações para justificar a suspensão de suas operações no país.

O secretário-geral da ONU evitou declarar se está disposto a pedir pessoalmente ao presidente sudanês, Omar al-Bashir, que anule a decisão emitida por seu Governo horas depois que o Tribunal Penal Internacional (TPI) ordenasse a detenção do líder por crimes de guerra e contra a humanidade cometidos em Darfur.

Ele ressaltou que mantém contato com Governos com influência em Cartum para que pressionem a favor da restauração da permissão das ONGs para atuar no Sudão.

Em particular, disse que conversou com representantes do Governo chinês, um dos principais parceiros comerciais do Sudão e seu maior aliado no Conselho de Segurança da ONU. EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG