oportunidade de avançar rumo ao desarmamento - Mundo - iG" /

Ban afirma que em 2010 haverá oportunidade de avançar rumo ao desarmamento

Nações Unidas, 8 jan (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, assegurou hoje que as diferentes conferências sobre desarmamento e segurança que serão celebradas em 2010 oferecerão ao mundo a oportunidade de avançar rumo a um futuro livre de armas nucleares, em reunião na sede das Nações Unidas com responsáveis de organismos internacionais vinculados a esta matéria.

EFE |

Entre os presentes estava o novo diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Yukiya Amano, que hoje teve sua primeira reunião com o secretário-geral da ONU desde que assumiu o cargo, em novembro passado.

Ban reiterou em seu discurso que o desarmamento nuclear continua sendo uma de suas máximas prioridades, particularmente em um ano no qual vão acontecer grandes reuniões internacionais sobre esta matéria.

Entre elas, citou a Conferência sobre Desarmamento que será realizada este mês de janeiro em Genebra (Suíça), a Conferência de Segurança de Munique (Alemanha) ou a cúpula sobre segurança nuclear de abril em Washington.

Também concedeu particular importância à Conferência de Revisão do Tratado de Não-Proliferação (TNP) de armas nucleares, que acontecerá em maio na sede nova-iorquina das Nações Unidas.

"Uma conclusão com sucesso desta reunião não só fortaleceria o tratado, mas daria impulso às iniciativas internacionais para conseguir um mundo livre de armas nucleares", disse o secretário-geral, ao mesmo tempo reconhecendo que o TNP enfrenta "graves desafios".

Além disso, afirmou que vai continuar procurando apoio para seu Plano de Ação para o Desarmamento Nuclear e a não-proliferação, uma iniciativa que apresentou em outubro de 2008.

O plano do secretário-geral pediu aos países signatários do TNP a negociar da redução do arsenal nuclear, já seja mediante uma nova convenção internacional ou através de outros mecanismos multilaterais.

"Prometo que seguirei fazendo tudo o que possa para avançar rumo ao objetivo de um mundo livre de armas de destruição em massa", acrescentou. EFE jju/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG