Balizas de caças Rafale acidentados são detectadas (Marinha francesa)

A Marinha francesa anunciou neste sábado que encontrou um pedaço da asa de um dos dois caças Rafale que caíram na quinta-feira no Mediterrâneo, assim como a descoberta do sinal de uma de suas balizas, segundo um comunicado divulgado em Paris.

AFP |

Esses sinais foram detectados no mar, não muito distante do ponto de impacto das aeronaves, diante da costa de Perpignan (sul da França).

"Os Rafale estão, provavelmente, a 600 metros de profundidade", indicou à AFP o capitão de fragata Bertrand Bonneau, do Serviço de informação da Marinha francesa.

"O que foi detectado são os 'pings', as emissões acústicas dessas balizas, similares às dos aviões de carreira", indicou. Esses sinais são emitidos automaticamente quando as balizas entram em contato com a água e a alguns metros de profundidade.

A outra descoberta importante foi a de uma parte da asa a 40 km do ponto onde um dos pilotos foi encontrado são e salvo na quinta-feira após ter se ejetado.

Os dois Rafale do porta-aviões "Charles-de-Gaulle" da Marinha francesa caíram quinta-feira no mar, provavelmente, devido a um choque entre ambos, diante da costa de Perpignan.

Um dos pilotos foi resgatado são e salvo, enquanto que as buscas eram mantidas para tentar encontrar o outro, desaparecido.

Esse acidente foi registrado em um momento particularmente delicado para a França, já que seu avião de combate, que até agora nunca foi vendido para o exterior, aparece como favorito para a obtenção de um contrato de cerca de 5 bilhões de euros para a venda de 36 deles ao Brasil.

ha/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG