Pelo menos 72 pessoas morreram no sábado na região de Kirkuk, norte do Iraque, no atentado suicida mais violento dos últimos 15 meses no país.

"O balanço da explosão do atentado suicida com caminhão-bomba de ontem (sábado) em Taza é de 72 mártires", afirmou o chefe de polícia da região de Kirkuk, o general Sarhad Qadir.

O número de feridos ultrapassa 200.

Ibrahim Mohamed Jasem, que trabalha no necrotério de Kirkuk, confirmou o balanço e disse que o número de mortes deve aumentar, já que os trabalhos de busca não chegaram ao fim.

O atentado, na pequena cidade de Taza, a 30 km de Kirkuk, foi um dos mais sangrentos em um ano e meio no Iraque.

O caminhão explodiu a 400 metros da mesquita Rasul de Taza, localidade que fica 220 quilômetros ao norte de Bagdá.

O ataque aconteceu a 10 dias da retirada das tropas americanas das cidades e vilarejos iraquianos. A partir de julho, a manutenção da ordem será responsabilidade exclusiva do Exército e da polícia iraquianas.

str-ak-mel/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.