Bagdá e Washington elogiam o acordo sobre retirada militar dos EUA do Iraque

A Casa Branca informou nesta sexta-feira que a atual versão do acordo sobre o futuro da presença militar americana no Iraque é um bom projeto, em concordância com a declaração do chefe dos negociadores iraquianos, Muaffak al-Rubai, que elogiou o plano de saída das forças americanas antes do final de 2011.

AFP |

"Acreditamos que se trata de um bom acordo, que serve tanto aos interesses do Iraque como dos Estados Unidos. Esperamos que os iraquianos concluam este processo", afirmou o porta-voz da Casa Branca, Gordon Johndroe.

"Honestamente acho que agora conseguimos um acordo muito bom. E esse texto garantirá a completa, total e irrovogável soberania do Iraque. Espero que o governo de Bagdá o aprove no domingo", afirmou, por sua vez, Rubai, que também é conselheiro nacional de segurança.

Iraque e Estados Unidos trabalham com cerca urgência para alcançar um acordo bilateral que substitua o mandato da ONU que regula a presença dos 15.000 soldados americanos em território iraquiano e que expira no dia 31 de dezembro.

Mais cedo, Al Rubai também afirmou que a totalidade dos 4.200 soldados britânicos mobilizados no Iraque seriam retirados do país até o final de 2009, mas o ministério da Defesa britânico desmentiu essa informação.

"Não temos um calendário para a retirada", afirmou um porta-voz do ministério da Defesa em Londres.

dh-sk/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG