Londres, 14 set (EFE) - A principal bactéria causadora da tuberculose, a mycobacterium tuberculosis, bloqueia a resposta imunológica natural que produziria a morte das células infectadas e, assim, obstruiria a propagação da doença.

Em uma pesquisa publicada hoje pela revista científica britânica "Nature Immunology", cientistas do Brigham and Women's Hospital Medicine de Boston (Estados Unidos) explicam que estas bactérias são capazes de impedir que o sistema imunológico destrua as células que servem de "incubadoras" para se reproduzir.

A resposta natural do corpo é provocar a morte dos macrófagos - chamada apoptose -, que são as células que as bactérias invadem para se reproduzir.

No entanto, a equipe pesquisadora, liderada por Heinz Remold, assegura que as bactérias impedem a apoptose e continuam se multiplicando dentro dos macrófagos.

Em determinado momento, as novas bactérias geradas causam a ruptura dessas células para poder infectar outras saudáveis e seguir se reproduzindo.

No final, o destino do macrófago também é morrer, mas, em vez de fazê-lo por mãos do sistema imunológico por apoptose, faz por necrose, o que permite a multiplicação das bactérias e a conseqüente propagação da doença.

Segundo os cientistas, a descoberta permite compreender o comportamento destas bactérias e a evolução da doença, o que abre novas vias de investigação para o desenvolvimento de remédios que combatam a infecção. EFE vmg/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.