Bachelet confirma reunião sobre Bolívia na 2a-feira

SANTIAGO (Reuters) - A presidente chilena, Michelle Bachelet, confirmou neste sábado que convocou os presidentes da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) para uma reunião de emergência na segunda-feira, em Santiago, com o objetivo de analisar a tensa situação na Bolívia. Na noite de sexta-feira, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, aliado do boliviano Evo Morales, fez o anúncio do encontro e confirmou participação.

Reuters |

Na tarde deste sábado, um porta-voz da presidência argentina assegurou que Cristina Kirchner também participará da reunião.

'Ainda estou conversando com todos os presidentes, mas convocamos para segunda-feira, depois do almoço, uma reunião de emergência em Santiago', disse Bachelet a jornalistas.

Ela acrescentou que o encontro buscará 'uma atitude positiva, construtiva, que permita buscar o apoio aos esforços do povo boliviano, do governo boliviano, em busca de uma garantia do processo democrático e da estabilidade e da paz na Bolívia'.

Uma onda de violência contra o presidente Evo Morales tomou conta da Bolívia nos últimos dias, deixando pelo menos 15 mortos.

A Unasul é formada por Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela.

(Por Mónica Vargas)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG