Bachelet anuncia troca de ministros e de porta-voz

Santiago do Chile, 12 mar (EFE).- A presidente do Chile, Michelle Bachelet, anunciou hoje mudanças nos ministérios das Relações Exteriores e da Defesa, além da troca de seu secretário-geral (porta-voz).

EFE |

O chanceler Alejandro Foxley foi substituído por Mariano Fernández, até agora embaixador do Chile nos Estados Unidos.

Já o titular da Defesa José Goñi deixa a pasta para Francisco Vidal, que ocupava o cargo de secretário-geral (porta-voz) do Governo.

O novo porta-voz será a deputada Carolina Tohá, do social-democrata Partido pela Democracia (PPD), que deverá deixar sua cadeira no Parlamento.

O surpreendente anúncio aconteceu na sede do Governo junto com a cerimônia de posse dos novos ministros, com exceção de Fernández, que foi Subsecretário de Exteriores e que ainda não chegou a Santiago.

Ao explicar a mudança, que coincide com o início do quarto e último ano de sua gestão, Bachelet disse que José Goñi será o novo embaixador do Chile em Washington, e assegurou que a saída de Foxley foi previamente conversado com ele, que deseja se dedicar a um "projeto pessoal adiado há muito tempo".

Bachelet destacou o trabalho de Foxley, a quem qualificou como "um homem bom, generoso e honesto", e agradeceu a gestão de Goñi.

Segundo a presidente do Chile, que há nos últimos meses teve 58,5% de aprovação nas pesquisas, a chegada de Carolina Tohá "fortalecerá a presença feminina no Governo". EFE ns/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG