Bachelet afirma que não há condições para retorno de evacuados por vulcão

Santiago do Chile, 13 jun (EFE).- A presidente do Chile, Michelle Bachelet, disse hoje que ainda não há condições adequadas para o retorno das pessoas evacuadas da cidade de Chaitén, situada a dez quilômetros do vulcão de mesmo nome que entrou em erupção em 2 de maio, após 9 mil anos de inatividade.

EFE |

"Ainda faltam informações científicas para poder saber qual seria o futuro do vulcão Chaitén", assinalou Bachelet.

A presidente chilena, que hoje concluiu hoje uma viagem de uma semana que a levou ao Canadá e à costa oeste dos Estados Unidos, explicou que o Governo está reunindo "todas as evidências científicas necessárias para poder tomar decisões definitivas".

Segundo os especialistas, a demora no retorno dos 5 mil habitantes de Chaitén que foram evacuados se deve ao fato de que o vulcão se manterá ativo pelo menos até setembro, razão pela qual as autoridades decidiram manter a proibição de retornar ao local como forma de garantir a segurança dos habitantes. EFE mf/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG