'Baby Doc' declara 'profunda tristeza' por vítimas de seu governo

No Haiti desde domingo, depois de 25 anos de exílio na França, ex-ditador falou em reconciliação nacional

iG São Paulo |

O ex-ditador haitiano Jean-Claude 'Baby Doc' Duvalier declarou nesta sexta-feira "profunda tristeza" pelas vítimas de seu governo, durante a primeira coletiva de imprensa desde seu regresso ao país, no domingo, após 25 anos de exílio na França.

O ex-presidente convocou os haitianos à "reconciliação nacional", garantindo ter voltado para demonstrar sua "solidariedade" às vítimas do terremoto de janeiro de 2010. "Estou aqui para demonstrar minha solidariedade neste momento difícil", acrescentou.

Duvalier voltou ao Haiti no domingo, mas os motivos exatos de sua atitude continuam sendo confusos.

Um dos motivos, segundo o jornal The New York Times, seria a busca por dinheiro. Apesar de Duvalier há muito ser acusado de saquear US$ 300 milhões do Haiti antes de fugir há quase 25 anos, seus advogados e amigos disseram que muito do seu dinheiro foi desperdiçado em um estilo de vida luxuoso de joias, castelos, carros de luxo e um divórcio muito caro.

Ainda nesta semana, um dos advogados de Duvalier disse que, quando questionado num tribunal haitiano sobre como se sustenta, Duvalier respondeu: "Com a ajuda de amigos." Mas cerca de US$ 6 milhões ainda estão congelados em uma conta na Suíça, e Duvalier prometeu fazer tudo que fosse possível para obter esse dinheiro.

Na quarta-feira, um porta-voz do presidente havia dito que o ex-ditador espera ser eleito novamente no Haiti. Henri-Robert Sterlin, ex-embaixador do Haiti em Paris, explicou que a volta de Duvalier ao Haiti tem por objetivo ocasionar a organização de uma nova eleição presidencial, uma vez que a votação de 28 de novembro passado é alvo de contestações.

"Precisamos agitar as coisas de maneira que as eleições sejam anuladas e novas eleições, organizadas para que Duvalier possa concorrer", afirmou.

*Com AFP

    Leia tudo sobre: haitibaby doceleiçõesterremoto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG