Ayman al-Zawahiri passa a ser o homem mais procurado do mundo

Número 2 da Al-Qaeda é egípcio, tem 60 anos e também tem destino desconhecido

iG São Paulo |

Assim como Osama bin Laden , o número 2 da Al-Qaeda também está escondido, provavelmente na mesma região do Paquistão onde o até então maior líder terrorista do mundo foi morto . O novo homem mais procurado chama-se Ayman al-Zawahiri, tem 60 anos, é egípcio, médico, e conhecido por ser o mentor intelectual por trás dos ataques de 11 de setembro de 2001.

Desde o fim da guerra do Afeganistão, acredita-se que Zawahiri controle as finanças da Al-Qaeda e, por diversas vezes, substituiu Bin Laden nas fitas com ameaças contra os Estados Unidos e o Ocidente distribuidas pela rede terrorista.

Segundo o FBI, Al-Zawahiri fundou a jihad islâmica egípcia (EIJ, na sigla em inglês), organização  daquele país que é responsável pela morte do presidente Anwar el-Sadat, ocorrida em 1981. Por esse crime, chegou a ser preso, mas a polícia nunca conseguiu comprovar sua culpa e ele acabou sendo liberado. Em 1998, a EJI se fundiu com a Al-Qaeda, de Bin Laden.

De família de classe média – o pai era farmacêutico e professor e a mãe vinha de um rico e elegante clã –, aos 14 anos se juntou a um grupo de islamistas chamado Irmandade Muçulmana, para em seguida ajudar a fundar a jihad. Já na década de 80, viajou para o Afeganistão para participar da resistência contra a ocupação da União Soviética e conheceu Osama Bin Laden, com quem mais tarde criaria a Al-Qaeda. Antes, foi tido como responsável pela morte de 62 turistas no Egito, crime pelo qual foi condenado a morte por um tribunal militar. Também teve participação nos atentados de 1998 contra embaixadas dos Estados Unidos na Tanzânia e no Quênia.

Atualmente, a recompensa do FBI por informações que levem ao terrorista Zawahiri é de US$ 25 milhões.

Reuters
Zawahiri era o braço direito de Bin Laden e mentor intelectual dos ataques de 11 de setembro

    Leia tudo sobre: ZawahiriterroristaAl-QaedaOsama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG