Avós da Praça de Maio recuperam 100º neto roubado na ditadura argentina

A organização humanitária Avós da Praça de Maio anunciou na segunda-feira ter devolvido à família de origem o filho de uma mulher desaparecida durante a ditadura argentina (1976-1983). Com 32 anos, Francisco Madariaga Quintela é a 100ª pessoa a ser encontrada após ter sido sequestrada durante o regime.

AFP |

"Encontramos outro neto que durante mais de 32 anos viveu privado de sua identidade", divulgou em comunicado o organismo presidido por Estela Carlotto. "Abel já se reencontrou com o filho", diz o comunicado.

AFP
Quintela com as Avós da Praça de Maio durante coletiva nesta terça-feira em Buenos Aires

Quintela com as Avós da Praça de Maio em coletiva nesta terça-feira

Em coletiva nesta terça-feira em Buenos Aires, Quintela afirmou que "ter uma identidade é lindo". Ele disse que nunca sentiu "que pertencia à família com a qual vivia porque eram muito violentos". "(Foram) 32 anos de angústia, de viver muita violência e maus tratos", disse.

Quintela é filho de dois ex-militantes da organização guerrilheira peronista Montoneros, Silvia Mónica Quintela, desaparecida, e Abel Pedro Madariaga, atualmente secretário das Avós da Praça de Maio.

Silvia Quintela havia sido sequestrada em 17 de janeiro de 1977 em Florida (periferia norte de Buenos Aires), quando estava grávida de quatro meses. Seu companheiro Abel sobreviveu às torturas e partiu para o exílio.

Em 1983, com a restauração democrática, Madariaga regressou à Argentina onde empreendeu pessoalmente a busca do filho e começou a trabalhar com as Avós.

Centenas de mulheres grávidas, sequestradas e detidas durante o terrorismo de Estado, deram à luz em maternidades clandestinas, antes de desaparecerem.

Os bebês lhes eram retirado logo após o nascimento e, na maioria dos casos, entregues a repressores ou a seus cúmplices para adoção ilegal.

As Avós da Praça de Maio estimam que 500 bebês nasceram em cativeiro, dos quais foram identificados 100 desde que a organização iniciou sua missão de buscas, em 1977, em plena ditadura.

Leia mais sobre Argentina

    Leia tudo sobre: argentina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG