Avó entra com ação para manter neto americano no País

A avó materna do menino norte-americano S.G., Silvana Bianchi, protocolou na última segunda-feira um pedido de habeas-corpus preventivo para que o neto fique no Brasil. O pai biológico briga na Justiça para ficar com o filho nos Estados Unidos.

Agência Estado |

Segundo o Supremo Tribunal Federal (STF), onde o pedido foi protocolado, a avó quer que a Justiça tome depoimento do menino para que ele diga se tem vontade de deixar o País com seu pai biológico ou se prefere ficar no Brasil, onde moram o padrasto, avós maternos e a irmã.

Nesta quarta-feira, o Tribunal Regional Federal da 2ª Região analisará a apelação do padrasto de S., João Paulo Lins e Silva, que tenta reverter a transferência do garoto para os EUA. O pedido da avó será analisado pelo ministro Marco Aurélio Mello.

O caso

Em junho de 2004, a brasileira Bruna Bianchi Carneiro Ribeiro, mãe do menino, deixou o marido, David Goldman, para fazer uma viagem de férias com o filho, de apenas 4 anos, ao Brasil. Eles viviam em New Jersey, nos Estados Unidos.

Ao desembarcar no País, Bruna telefonou ao marido avisando que o casamento entre os dois estava acabado e que não voltaria aos Estados Unidos com o filho. Após a separação, teve início a briga pela guarda do garoto na Justiça. Bruna se casou pela segunda vez no Brasil, mas morreu no parto do segundo filho, em 2008.

Leia mais sobre S.G.

    Leia tudo sobre: sean goldman

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG