Sergio Tostes, advogado da família brasileira no caso do menino S.G., de 9 anos, disse que a avó, Silvana Bianchi, recebeu no celular duas mensagens do garoto.


De acordo com Tostes, a primeira mensagem chegou quase 48 horas depois do embarque do menino no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, rumo a Orlando, na Flórida.

"Cheguei", dizia o texto. Em seguida, ele deixou um recado com sua própria voz no aparelho: "Nona, cheguei aqui. Tô muito feliz. Um beijo, tchau."

Segundo o advogado, a avó achou que S. estava com voz chorosa e tentou "inúmeras vezes" ligar para o celular do neto e do pai biológico, o norte-americano David Goldman, mas ambos estavam desligados.

O advogado disse que irá acionar o Ministério das Relações Exteriores na segunda-feira para tentar receber notícias de S. e negociar a visita da avó do menino.

Leia também:


Leia mais sobre S.G.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.