Avó amarra netas trigêmeas a ponte para poder mendigar na China

Pequim, 20 abr (EFE).- Uma mulher chinesa amarrou suas netas trigêmeas de pouco mais de dois anos a uma ponte em Pequim para que elas não fugissem enquanto ela pedia dinheiro, informou o jornal Xin Beijing.

EFE |

Segundo explicou a avó, de sobrenome Zhang e 51 anos, sua decisão foi a consequência das "dificuldades econômicas" que tem para mantê-las porque o pai as abandonou e a mãe trabalha em outra província.

A mulher, que vive em um porão alugado com as três crianças, deixou seu trabalho como zeladora em um hospital de Pequim há um ano quando teve que cuidar das netas depois que o pai desapareceu.

Zhang disse que a mãe das crianças, sua filha, trabalha em uma companhia de sapatos na província de Tianjin, ao sul de Pequim, mas disse que "ganha pouco dinheiro e não é capaz de mantê-las".

A Administração de Assuntos Civis de Pequim afirmou que Zhang e as netas não podem desfrutar da política de garantia da província porque não são oriundas da capital.

A China tem um sistema de residência conhecido como "hukou", estabelecido há 52 anos para evitar a imigração rural às cidades. Os cidadãos chineses possuem um documento que confirma se a pessoa é "rural" ou "urbana" e limita a possibilidade de emigrarem a outro lugar.

O sistema provou ser ineficaz, pois não evitou a chegada massiva de emigrantes rurais às cidades. Chegando sem o "hukou" às zonas urbanas, acabam ficando marginalizados, com pouco acesso a serviços como educação, saúde ou mercado de trabalho.

O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, anunciou na última Assembleia Nacional Popular (ANP, reunião do Legislativo) realizada em março, que a China diminuirá as restrições de seu sistema de residência.

Nesta segunda-feira, uma pessoa se interessou pela adoção de uma das trigêmeas, mas a avó negou, pois, segundo ela, "não comem nem bebem se não estiverem as três juntas, e, quando se separam, procuram umas às outras". EFE egs/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG