Gustav - Mundo - iG" /

Aviões russos com ajuda chegam a Cuba para socorrer vítimas de Gustav

Havana, 4 set (EFE) - Dois aviões cargueiros IL-76 russos aterrissaram hoje no Aeroporto Internacional José Martí, em Havana, com ajuda humanitária para os desabrigados pelo furacão Gustav, informou a imprensa oficial.

EFE |

Os primeiros aviões russos, de um total de quatro que aterrissarão nas próximas horas, chegaram com tendas de campanha para 40 pessoas, materiais de construção, camas, cobertores elétricos, entre outros objetos de ajuda, informou a agência estatal "Prensa Latina".

A carga foi recebida pelo chefe do Estado-Maior Nacional da Defesa Civil cubano, general Ramón Pardo Guerra, e pelo embaixador da Rússia em Cuba, Mikhail Kaminin, em um ato ao qual a imprensa internacional não teve acesso.

No sábado, "Gustav" afetou as províncias do oeste de Cuba, especialmente Isla de la Juventud e Pinar del Río, como furacão de categoria 4 e rajadas de vento de 240 km/h.

Segundo as autoridades cubanas, não houve mortos, mas há 100 mil casas danificadas, milhares de hectares de plantações destruídos e milhares de toneladas de alimentos estocados perdidos, assim como grandes avarias nas redes de energia elétrica e telefônica.

O jornal oficial "Granma" informou hoje sobre a conversa por telefone entre os presidentes da Rússia, Dmitri Medvedev, e de Cuba, Raúl Castro.

Medvedev manifestou a Raúl sua solidariedade pela magnitude dos danos materiais causados pelo furacão "Gustav" em sua passagem pela ilha, destaca hoje o "Granma".

O jornal ressalta hoje as mensagens e ofertas de ajuda dos presidentes da Venezuela, Hugo Chávez, da Colômbia, Álvaro Uribe, além de autoridades dos Governos e embaixadores de Brasil, Argentina, Bolívia, Peru, México, Guatemala, Ilhas Cayman, Santa Lúcia, Espanha, China e Timor-Leste. EFE rmo/wr/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG