Avião-espião mata ativista na fronteira Paquistão-Afeganistão

Um avião-espião sem piloto respondeu a um ataque com um míssil, matando um suposto ativista das zonas tribais da fronteira entre o Paquistão e o Afeganistão, neste sábado, informou um responsável das forças de segurança locais.

AFP |

O incidente ocorreu em Makin, na região do Waziristão Sul, dias depois de um ataque aéreo da coalizão internacional causar a morte de 11 soldados paquistaneses, de acordo com Islamabad.

"Um avião sem piloto estava sobrevoando a zona de Makin, e os extremistas o atingiram com uma granada propulsada", disse à AFP um funcionário que preferiu não se identificar.

"O local de onde a granada foi lançada foi atingido por um míssil disparado pelo avião sem piloto, matando um suposto militante", acrescentou a mesma fonte.

O Exército paquistanês e as forças internacionais no Afeganistão não comentaram o incidente.

rj-dk/cl/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG