Avião pequeno bate em prédio no Texas; pode ter sido intencional

HOUSTON (Reuters) - Um pequeno avião se chocou contra um prédio da Receita Federal dos Estados Unidos no Texas, na quinta-feira, e uma autoridade disse à CNN que o incidente pode ter sido proposital. O edifício de sete andares ficou em chamas, despertando novos temores sobre o terrorismo doméstico e sobre falhas na segurança relativa a aviões particulares. Autoridades disseram, no entanto, que em princípio não há razão para se falar em terrorismo.

Reuters |

Falando a jornalistas a bordo do avião presidencial, o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, disse que o Departamento de Segurança Doméstica está investigando todos os ângulos do incidente, e que "não parece" se tratar de terrorismo.

A CNN disse que o piloto ateou fogo à sua casa antes de decolar com o avião e atirá-lo contra o edifício, por volta de 10h (14h em Brasília).

O prédio abriga vários departamentos do Serviço de Arrecadação Interna (Receita Federal), inclusive as divisões de investigações criminais, auditoria e coleta de impostos, segundo o agente especial Michael Lemoines, do Departamento do Tesouro.

A polícia disse que duas pessoas foram hospitalizadas. O destino do piloto não ficou claro.

O Serviço de Arrecadação Interna disse que havia cerca de 190 pessoas trabalhando naquela hora no edifício, que fica em frente a um prédio do FBI.

Depois da colisão, dois caças F-16 foram mobilizados para patrulhar a capital texana, segundo o Comando de Defesa Espacial Norte-Americana (Norad), que afirmou por meio de um porta-voz estar agindo assim por "precaução prudente e consistente com nossa reação a incidentes aéreos similares recentes".

A Administração Federal de Aviação identificou o avião como sendo um monomotor Piper Cherokee, que teria decolado do aeroporto de Georgetown, no Texas, e voava sob regras que não exigiam contato do piloto com controladores de tráfego aéreo.

A colisão de um avião contra um prédio reaviva o trauma do 11 de setembro de 2001, quando dois aviões sequestrados foram atirados contra o World Trade Center, um outro foi jogado no Pentágono, e um quarto caiu quando seus passageiros se rebelaram contra os sequestradores.

Em outro incidente na quinta-feira, um voo da United Airlines que havia partido de Denver com destino a San Francisco foi desviado para Salt Lake City por causa de um bilhete ameaçador achado a bordo, segundo autoridades aeroportuárias locais. Os passageiros, sua bagagem e o avião estavam sendo reexaminados, segundo a Administração Federal de Aviação.

(Reportagem de Jim Forsyth no Texas, Jeremy Pelofsky em Washington e Peter Henderson em San Francisco)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG