Avião militar resgatará chilenos isolados em Machu Picchu

Um avião da Força Aérea do Chile (FACH) voou nesta quinta-feira rumo à cidade peruana de Cuzco para resgatar 309 turistas chilenos que permanecem isolados desde domingo passado em Machu Picchu por causa das intensas chuvas que afetam essa região do Peru.

EFE |

Fontes da Aeronáutica chilena indicaram que o avião Hércules C-130 da FACH decolou às 5h30 local (6h30 de Brasília) de Santiago e o tempo de voo previsto até Cuzco é de quatro horas.

De início, o governo chileno tinha disponibilizado o avião presidencial para resgatar os turistas, mas a ideia foi descartada porque o aeroporto de Cuzco não pode receber essa aeronave, um Boeing 767.

Segundo as fontes, os turistas, que até ontem à noite estavam na cidade de Águas Calientes, próxima a Machu Picchu, serão levados à cidade de Iquique, no norte do Chile, em uma operação que durará até amanhã. Em seguida, os turistas seguirão a suas cidades de origem.

No avião, capaz de transportar 80 pessoas por viagem, viajaram funcionários do Escritório Nacional de Emergência (Onemi), para coordenar as tarefas de resgate, e funcionários do Ministério da Saúde, para fazer uma revisão médica nos turistas.

O subsecretário do Interior, Patrício Rosende, disse ontem à noite que os chilenos isolados estavam bem e que receberam alimentos dos consulados de seu país na região.

Na cidade de Águas Quentes, segundo fontes peruanas, permanecem 1,4 mil turistas, entre eles os 309 chilenos.

    Leia tudo sobre: machu picchu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG