Avião militar atinge prédios em Quito; ao menos 7 morrem

Por Alexandra Valencia QUITO (Reuters) - Um pequeno avião militar equatoriano chocou-se na quinta-feira contra dois edifícios em meio à neblina da capital Quito, deixando ao menos sete pessoas mortas, disseram autoridades.

Reuters |

O ministro da Defesa, Javier Ponce, disse que três militares e dois civis a bordo do bimotor Beechcraft 200 morreram na queda e que outras duas pessoas morreram em terra.

Funcionários de serviços de emergência no local disseram que o avião atingiu dois prédios de um bairro nobre da região norte da cidade, antes de cair em um jardim.

"Senti uma explosão quando abri a porta da frente, então escutei um barulho muito alto antes de sairmos correndo", disse Elena Morocho, empregada de uma casa que fica perto do local do acidente.

Os bombeiros disseram que as partes do avião se dispersaram pelos apartamentos e que houve uma explosão seguida de incêndio nos pisos superiores dos edifícios afetados.

O avião caiu perto de um hotel e da casa da embaixadora dos Estados Unidos no país. Uma porta-voz da embaixada norte-americana disse que a diplomata não se feriu.

A neblina frequentemente causa dificuldades para a aviação em Quito. Nas últimas duas décadas vários aviões caíram no bairro de Gonzalez Suarez, região montanhosa que fica no caminho de aviões que pousam na capital equatoriana.

As autoridades encontraram a caixa preta da aeronave e formaram uma comissão para investigar o acidente.

(Reportagem adicional de Alonso Soto)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG