Redação Central, 1 jun (EFE).- O Airbus 330 da Air France que fazia a rota entre Rio de Janeiro e Paris, e que desapareceu hoje dos radares com 228 pessoas a bordo, pode ser o maior acidente aéreo desde 2004.

O acidente mais grave na história da aviação aconteceu em 27 de março de 1977, quando 583 pessoas morreram na colisão de um avião da companhia americana Pan American e outro da holandesa KLM no aeroporto de Los Rodeos, na ilha de Tenerife.

Estes foram os maiores acidentes de avião desde 1990: 26 de maio de 1991.- Morrem 223 pessoas em um Boeing 767-300 da companhia austríaca Lauda Air, depois de o aparelho explodir no ar por causa de uma falha mecânica, quando sobrevoava a Tailândia.

- 11 de julho de 1991.- Morrem os 261 ocupantes de um DC-8 alugado pela Nigeria Airways à companhia canadense Nationair, ao se acidentar no aeroporto de Jidá (Arábia Saudita) logo após decolar.

- 26 de abril de 1994.- A queda de um Airbus A-300 da companhia taiuanesa China Airlines no aeroporto de Nagóia, cerca de 250 quilômetros ao oeste de Tóquio, mata 264 pessoas.

- 8 de janeiro de 1996.- Morrem 297 pessoas na queda de um avião de carga Antonov-32 em um mercado central de Kinshasa (antigo Zaire, agora República Democrática do Congo), devido ao excesso de carga e o mau estado do aparelho.

- 17 de julho de 1996.- Morrem os 230 ocupantes de um Jumbo 747 da companhia americana TWA ao cair no Oceano Atlântico, após explodir no ar 45 minutos após decolar de Nova York rumo a Paris.

- 12 de novembro de 1996.- A colisão entre dois aviões perto de Nova Délhi - um Boeing 747 de uma empresa saudita, com 312 ocupantes a bordo, e um Ilyushin-76 do Cazaquistão, com 37 - mata 349 pessoas.

- 5 de agosto de 1997.- Um Boeing 747 da companhia sul-coreana Korean Airlines se acidenta perto do aeroporto da ilha de Guam (EUA), no Pacífico Sul. Morrem 227 pessoas.

- 26 de setembro de 1997.- Morrem os 234 ocupantes de um Airbus A300 da companhia Garuda Indonesia que se acidentou pouco antes de aterrissar no aeroporto de Medan (Sumatra), devido à falta de visibilidade por causa da densa fumaça de incêndios florestais.

- 16 de fevereiro de 1998.- Um Airbus 300-600 da China Airlines colide contra casas situadas perto do aeroporto de Taipé (Taiwan), com a morte de 202 pessoas, incluindo seis em terra.

- 2 de setembro de 1998.- Morrem os 229 ocupantes de um MD-11 da companhia suíça Swissair, que caiu no Atlântico quando tentava fazer um pouso de emergência em Halifax (Canadá), após ser declarado um incêndio a bordo.

- 31 de outubro de 1999.- Morrem os 217 ocupantes de um Boeing 767 da companhia aérea egípcia Egyptair, que caiu no Atlântico em frente a Massachusetts (EUA), minutos após decolar do aeroporto JFK de Nova York em direção ao Cairo.

- 12 de novembro de 2001.- Morrem as 255 pessoas que viajavam no Airbus-300 da American Airlines que caiu no bairro nova-iorquino de Rockaway, no distrito do Queens, minutos após decolar do aeroporto John F. Kennedy rumo a Santo Domingo.

- 25 maio de 2002.- Um Boeing 747-200 da companhia aérea taiuanesa China Airlines, com 225 pessoas, cai no mar pouco após decolar de Taipé com destino a Hong Kong. O avião se desintegrou no ar e os destroços foram encontrados em um raio de 80 quilômetros.

- 19 fevereiro de 2003.- Morrem os 302 ocupantes de um avião militar iraniano que se acidentou no sul do país. No Antonov de fabricação russa, que fazia um voo interno entre as cidades de Zahedan e Kerman, viajavam membros da Guarda Revolucionária islâmica.

- 17 julho de 2007.- Um Airbus A320 da brasileira TAM se acidenta ao aterrissar no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, com 187 ocupantes. O aparelho saiu da pista e pegou fogo após bater contra um edifício. O número de mortos foi de 199, pois 12 pessoas foram atingidas em terra.

- 20 de maio de 2009.- Morrem 101 pessoas na queda de um avião militar Hércules C-130 na ilha de Java (Indonésia), com 96 passageiros e 13 tripulantes. EFE jlc/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.