Avião de passageiros cai no Nepal e deixa 18 mortos

KATHMANDU - Um pequeno avião particular caiu nas montanhas do Nepal nesta quarta-feira, matando pelo menos 18 pessoas, a maioria estrangeiros, informaram autoridades da companhia aérea e do aeroporto.

Reuters |

Doze alemães e dois australianos estão entre os mortos. Os demais eram nepaleses. "Havia 19 pessoas a bordo", disse Vinay Shakia, autoridade da Yeti Airlines, companhia doméstica.

Um membro da tripulação sobreviveu e foi levado ao hospital da capital, Kathmandu, de helicóptero.

A aeronave, uma Twin Otter que levava 16 passageiros mais a tripulação, caiu pouco antes do horário programado para o pouso em Lukla, o portão de entrada para o monte Everest, cerca de 125 quilômetros a nordeste de Kathmandu.

"De acordo com relatos iniciais, o avião caiu antes de pousar e pegou fogo", disse Yagya Prasad Gautam, chefe do Centro de Aviação Civil do Nepal. "O acidente foi provavelmente causado por uma mudança brusca no tempo".

O aeroporto de Lukla foi construído nos anos 1960 pelo montanhista Sir Edmund Hillary para facilitar as expedições ao monte Everest e trazer desenvolvimento à área, onde vive a pobre comunidade Sherpa, conhecida por sua habilidade na escalada.

Reportagens locais disseram que as equipes de resgate demoraram duas horas para apagar o fogo causado pela queda do avião.

A autoridade aeroportuária do Nepal Pratap Bista disse à TV estatal que o aeroporto de Lukla está entre os mais perigosos do mundo.

Em 2002, 18 pessoas, incluindo 13 alemães, morreram quando um avião de pequeno porte caiu no Nepal devido ao mau tempo. Nove pessoas morreram em uma queda similar, em 2006.

Leia mais sobre: queda de avião

    Leia tudo sobre: queda de avião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG