Avião da FAB que levou doações ao Peru voltará ao Brasil com turistas que estavam isolados

BRASÍLIA - Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) decola ainda na tarde deste domingo do Peru com 62 brasileiros que ficaram isolados na região de Cuzco, próxima ao sítio arqueológico de Machu Picchu, por causa dos piores temporais dos últimos anos.

Agência Brasil |



O destino dos turistas será o Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. O mesmo avião que trará os brasileiros deixou no Peru 15 toneladas de alimentos para o socorro a cerca de 13 mil pessoas que ficaram desabrigadas por causa das chuvas. Dez pessoas morreram, segundo cálculos do governo peruano.

A embaixada brasileira no Peru informou à Agência Brasil que todos os brasileiros que estavam na região isolada, no total de 278, foram resgatados. Não há mortos nem feridos. Os que não voltarem no avião FAB já conseguiram retornar ao Brasil em voos comerciais ou decidiram continuar o roteiro de férias em outros países, de acordo com a embaixada.

A lista dos interessados em entrar no voo da FAB foi elaborada pelos próprios turistas e levou em consideração quem tinha mais necessidade.

As fortes chuvas destruíram rodovias, ruas, pontes e a única estrada de ferro que ligava Cuzco a Machu Picchu, além de causar a falta de água, energia e comida. Estimam-se perdas de plantações, principalmente de milho, em 14 mil hectares de terras.

    Leia tudo sobre: chuvasmachu picchuperu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG