Avião com funcionários da ONU desaparece na Bolívia

Aeronave com quatro membros da ONU e dois militares decolou de La Paz e não retornou no horário previsto

EFE |

Um pequeno avião da Força Aérea Boliviana (FAB) que transportava quatro funcionários da Organização das Nações Unidas (ONU) e era tripulado por dois militares bolivianos foi declarado "extraviado", por não ter retornado a La Paz como estava previsto, informaram fontes oficiais nesta quinta-feira.

A ONU informou em comunicado que o pequeno avião Cessna, com matrícula FAB-341, decolou às 9h30 da hora local (10h30 de Brasília) desta quinta-feira no aeroporto de El Alto, cidade vizinha a La Paz, para realizar um sobrevoo em uma zona produtora da planta de coca. A pequena aeronave sobrevoou a região de Yungas, no departamento de La Paz, para realizar um controle do cultivo da planta, principalmente nas localidades de Asunta e Caranavi.

O cultivo das folhas de coca nessa região é usado para o consumo tradicional e cultural na Bolívia, mas uma parte é desviada ao narcotráfico para a produção de cocaína. No avião, que deveria ter retornado a El Alto às 14h30, viajavam funcionários do Escritório das Nações Unidas Contra as Drogas e o Delito na Bolívia.

Segundo o comunicado, os funcionários da ONU eram Leonardo Alfaro Santiago, Stephan Campos Ruiz, Mariela Moreno Torreblanco e Patricia Delgado Rua, enquanto os pilotos bolivianos são os tenentes Néstor Otich Arena e José Alegría Estrada. Em comunicado, a FAB informou que a busca aérea realizada nesta quinta-feira não teve nenhum resultado, continuando nesta sexta com dois helicópteros e dois aviões.

    Leia tudo sobre: bolíviaaviãoonu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG