Avião com 85 pessoas cai em bairro comercial do Congo

Um avião com 85 pessoas a bordo caiu logo depois da decolagem em um bairro comercial da cidade de Goma, na República Democrática do Congo. Ainda não se sabe o que aconteceu com os passageiros ou com as pessoas que estavam no local da queda.

BBC Brasil |

Testemunhas relataram ter visto colunas de fumaça saindo do local e chamas.

Seis sobreviventes foram retirados dos escombros enquanto as equipes de emergência tentavam apagar o incêndio no bairro de Birere que, segundo o correspondente da BBC em Kinshasa Arnaud Zajtman, é o centro de mais movimento da cidade.

A área onde o avião caiu tem pequenas lojas e restaurantes. O número de mortos e feridos pode aumentar devido ao número de pessoas que estava no solo no momento da queda.

O avião DC-9 pertencia à companhia aérea Hewa Bora, que afirma que nove pessoas morreram. O avião tinha saído da cidade de Goma em direção à capital Kinshasa.

O governador da província afirmou que pediu a ajuda das tropas de paz da ONU estacionadas em Goma.

Lava na pista
Fontes locais da indústria da aviação da República Democrática do Congo afirmam que o aeroporto de Goma é um local particularmente difícil para decolagens.

Isto ocorre, pois um terço da pista do aeroporto foi afetado pela lava de uma erupção vulcânica que ocorreu no local há seis anos.

Especialistas do setor de aviação afirmam que a República Democrática do Congo tem um dos piores históricos de segurança aérea do mundo.

Um parlamentar britânico, Eric Joyce, está no país e presenciou a confusão e um hospital próximo do local da queda. O parlamentar afirmou que os médicos da cidade estavam realizando uma greve.

"Acredito que os médicos agora vão para os hospitais, mas o número total de médicos poderia não estar nos hospitais no momento da queda", afirmou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG